Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Em nome do amor

Luiza Eluf lança livro sobre assassinatos com justificativa da paixão

'A paixão no banco dos réus' é o novo livro da procuradora Luiza Nagib Eluf, que será lançado no dia 10 de junho. Na obra, a procuradora narra 14 delitos célebres cometidos sob a justificativa da paixão.

São relatados os casos de maior repercussão no Brasil como os assassinatos do pintor Almeida Júnior, do escritor Euclides da Cunha, da socialite Ângela Diniz, da cantora Eliane de Grammont, da atriz Daniella Perez e até da jornalista Sandra Gomide. A procuradora trata ainda de um caso de paixão homossexual.

A autora tenta mostrar no livro que o amor verdadeiro não leva ao crime e que a legítima defesa da honra não pode mais ser utilizada como justificativa para o assassinato. Também são analisadas as teses normalmente apresentadas pela defesa e pela acusação em plenário do Júri.

Luiza Eluf publica ainda uma entrevista exclusiva com o advogado criminalista Valdir Troncoso Peres, experiente defensor de acusados na modalidade de crime passional.

"Escrito com leveza, senso crítico e objetividade, o conteúdo aguça-nos a leitura e estimula o conhecimento", disse Damásio de Jesus no prefácio do livro.

A obra, que será lançada na Saraiva Mega Store Shopping Eldorado, às 19h, tem 216 páginas e custa R$ 26,00.

Para comprar o livro pela Internet, basta acessar o site da livrariaSaraiva.

Nota sobre a autora

Luiza Nagib Eluf é procuradora de Justiça do Ministério Público do Estado de São Paulo, especializada na área criminal. Autora de livros sobre cidadania e preconceito, crimes sexuais e assédio sexual, desta vez escreve a respeito de crimes passionais sob o prisma da igualdade de direitos entre homens e mulheres, no intuito de fazer uma retrospectiva histórica de fatos que repercutiram em todo o Brasil e, assim, combater a impunidade.

Revista Consultor Jurídico, 30 de maio de 2002, 11h08

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 07/06/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.