Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Insegurança pública

Nilson Naves defende a profissionalização da Polícia no Brasil

O presidente do Superior Tribunal de Justiça e do Conselho da Justiça Federal, ministro Nilson Naves, defendeu a profissionalização da Polícia no Brasil para que “possa desempenhar a contento sua tarefa”. A defesa da profissionalização da polícia foi feita, nesta segunda-feira (27/5), após a abertura do seminário internacional sobre terrorismo e violência.

“Vocês já perceberam as dificuldades na apuração de crimes mais complicados, como a lavagem de dinheiro e os delitos contra o Sistema Financeiro Nacional?”, questionou o ministro, ao lembrar que esses tipos de inquéritos chegam ao Judiciário e ao Ministério Público já deficientes. “É por isso que nós precisamos não só aparelhar as polícias, mas nesse aspecto, temos também que aparelhar o MP e o Judiciário, gastar mais com essas instituições”.

Para Naves, a violência nas grandes cidades, agravada pelo crime organizado e o crescente tráfico de drogas, também são formas de terrorismo. Naves indicou a miséria como causa do aumento da criminalidade. Segundo o ministro, a situação pode melhorar houver atualização das leis penais e processuais e uma maior atenção à Polícia de modo geral.

Questionado sobre de quem seria a culpa da miséria e da falta de profissionalismo da Polícia, o presidente do STJ respondeu: “Talvez de quem tem a chave do cofre...”.

Revista Consultor Jurídico, 27 de maio de 2002, 13h09

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 04/06/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.