Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Tentativa frustrada

Justiça tranca ação penal de Nicolau contra Boris Casoy

Por 

O Tribunal de Alçada Criminal de São Paulo suspendeu a ação penal movida pelo juiz aposentado Nicolau dos Santos Neto contra o jornalista Boris Casoy. A decisão foi proferida nesta segunda-feira (1/7) em julgamento de habeas corpus impetrado pelo jornalista. Nicolau ainda pode recorrer da decisão.

O juiz resolveu processar o jornalista por causa de algumas declarações feitas no Jornal da Record. Casoy teria dito que "Lalau é, para falar o português claro, um belíssimo ladrão". O jornalista teria chamado Nicolau de "bandido" e "gatuno".

Durante o julgamento houve dois votos favoráveis ao trancamento da ação penal e um contra. Os votos favoráveis foram do relator do habeas corpus, Antônio Manssur, e do revisor Ivan Fartori. Somente o juiz Barbosa de Almeida votou contra o trancamento da ação penal.

O jornalista foi defendido pelo advogado Renato Gugliano Herani, do escritório Advocacia Benaglia Munhoz S/C. Segundo o advogado, Boris Casoy não teve intenção de ofender o juiz. "O jornalista apenas condensou as evidências de acusação criminosa em comentários críticos", disse.

HC 412232-0

 é editora da revista Consultor Jurídico e colunista da revista Exame PME.

Revista Consultor Jurídico, 1 de julho de 2002, 17h02

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 09/07/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.