Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Lavagem de dinheiro

Ex-secretário de Fazenda é condenado por lavagem de dinheiro

O ex-secretário de Fazenda da Prefeitura de Maringá, Luiz Antônio Paolicchi, foi condenado a nove anos e 15 dias de prisão em regime fechado por lavagem de dinheiro, peculato e sonegação fiscal.

A decisão é do juiz substituto Alexei Alves Ribeiro, da Vara Federal Criminal de Maringá (PR). Os crimes resultaram em desvio de R$ 2,6 milhões da prefeitura entre dezembro de 1998 e março de 1999.

O juiz fixou multa em 217 dias. Para cada dia-multa foi fixado o valor de 4,5 salários mínimos. Ribeiro também condenou pelos mesmos crimes os ex-funcionários da prefeitura, Jorge Aparecido Sossai e Rosemeire Castelhano Barbosa a três anos e 11 meses de prisão. Waldemir Ronaldo Correa, ex-funcionário de Paolicchi, foi condenado a dois anos por lavagem de dinheiro.

Paolicchi começou a ser investigado pelo Ministério Público Federal e Estadual em 2000 por enriquecimento ilícito. Os bens adquiridos pelo réu (fazenda em Mato Grosso do Sul, imóveis em Maringá, aeronave, mineradora de água e automóveis importados) somavam aproximadamente R$ 20 milhões. Todos estes bens foram indisponibilizados pela Justiça Estadual.

O ex-secretário foi preso em dezembro de 2000 depois de ficar 51 dias foragido da ordem de prisão expedida em outubro pelo juiz federal substituto Anderson Furlan Freire da Silva.

Os advogados de Paolicchi terão cinco dias após a publicação da decisão judicial para apelar ao Tribunal Regional Federal (TRF) da 4ª Região.

Revista Consultor Jurídico, 9 de janeiro de 2002, 11h23

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/01/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.