Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Morto por engano

Jornal se livra de indenizar por noticiar morte de aposentado vivo

A Justiça do Rio Grande do Sul livrou o jornal Correio de Gravataí de indenizar por noticiar a morte de um aposentado que estava vivo. O jornal corrigiu a notícia no dia seguinte mas os amigos tiveram uma "surpresa quando escutaram a voz de quem estava com boa saúde", segundo a ação impetrada por danos morais.

O advogado Roque Bastiani, que representa a Gráfica Editora Vale do Gravataí (editora do jornal), tentou explicar o equívoco. Segundo a defesa do jornal, o necrológio publicado semanalmente utiliza dados fornecidos pelo cemitério municipal, que é administrado pela Prefeitura. O cemitério teria passado as informações erradas.

A juíza Beatriz Samá afirmou que a retificação no dia imediato "reparou o incômodo sofrido pelo demandante". O aposentado pode recorrer.

Com informações do site Espaço Vital

Processo nº 14.786/10006

Revista Consultor Jurídico, 5 de janeiro de 2002, 20h52

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/01/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.