Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Longa estrada

Empresário que responde 94 ações já tem seis mandados de prisão

Empresário, que está foragido, já tem seis mandados de prisão decretados pela 2ª e a 3ª Varas Federais Criminais de Curitiba (PR). Os mandados foram expedidos nos meses de janeiro e fevereiro.

Ele responde 94 ações cíveis, penais e de execução fiscal na Justiça Federal. As 20 ações penais somente na capital paranaense são referentes a crimes de sonegação fiscal, evasão de divisas, lavagem de dinheiro, formação de quadrilha e falsidade ideológica.

Há seis sentenças condenatórias expedidas pela 2ª Vara Federal Criminal contra o empresário. As penas somadas totalizam 19 anos de prisão, de acordo com levantamento da secretaria da Vara.

Ele ainda não iniciou o cumprimento de nenhuma das penas, já que as sentenças ainda não transitaram em julgado.

Os pedidos de prisão foram solicitados pela Procuradoria da República depois que o Supremo Tribunal Federal restituiu a ordem de prisão contra o empresário.

A empresa mais conhecida dele é a Libre Importação e Exportação de Veículos em que se investiga a falsificação da assinatura de sua sócia-gerente que seria usada como "laranja" em operações fraudulentas.

O empresário teve a prisão decretada em uma das ações que responde, em 1999. Ficou preso por um mês na Prisão Provisória do Ahú, em Curitiba. Ele saiu da prisão porque conseguiu Habeas Corpus no Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

Em junho de 2000, no julgamento do mérito, o TRF restabeleceu a ordem de prisão. Mas foi impossível localizá-lo até julho do mesmo ano, época em que obteve novo habeas no Superior Tribunal de Justiça. No mês passado, o Supremo Tribunal Federal restabeleceu a ordem de prisão.

O empresário ainda não foi localizado pela Polícia. O Ministério Público Federal está investigando o réu desde 1989.

Revista Consultor Jurídico, 21 de fevereiro de 2002, 17h35

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 01/03/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.