Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Comunicação barrada

SP inaugura primeira penitenciária com bloqueador de celular

O governo do Estado de São Paulo inaugura, nesta terça-feira (2/4), o Centro de Readaptação Penitenciária de Presidente Bernardes (CRP). A penitenciária está localizada na Rodovia Raposo Tavares, Km 586. Esta é a primeira penitenciária de São Paulo com bloqueadores de celulares.

De acordo com o secretário da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo, Nagashi Furukawa, essa é a primeira unidade entregue na atual gestão e servirá para abrigar presos de regime disciplinar diferenciado.

Os presos dessa unidade ficarão em celas individuais por um período máximo de 360 dias. As visitas semanais serão de duas horas e incluem duas pessoas. A entrega de alimentos, roupas e objetos de higiene pessoal será feita uma vez por mês pelos familiares ou amigos que estiverem cadastrados no rol de visitas.

O Centro de Readaptação Penitenciária é de segurança máxima e tem 160 celas individuais. Custou mais de R$ 7 milhões. De acordo com a secretaria, o piso da penitenciária tem aproximadamente um metro de concreto com chapas de aço, o que dificulta a escavação de túneis.

Bloqueador de celulares

De acordo com Furukawa, o bloqueador de celulares "vai dificultar a comunicação entre presos de penitenciárias diferentes". Ele informou que outros 20 presídios do Estado também contarão com estes equipamentos.

"Estamos providenciando o processo de licitação para compra dos aparelhos. Eles custam em torno de R$ 70 a R$ 120 mil, dependendo do tamanho da penitenciária. Há três empresas credenciadas pela Anatel que vão disputar no preço e na qualidade dos equipamentos", disse.

Revista Consultor Jurídico, 2 de abril de 2002, 17h08

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/04/2002.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.