Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pena atrasada

Prefeito do interior de MT é condenado a 12 anos por assassinato

O prefeito de Juscimeira (Mato Grosso), José Rezende da Silva, foi condenado a 12 anos de prisão em regime fechado, nesta sexta-feira (11/5). Ele é reú confesso do assassinado do agricultor Valdevino Luiz Pereira, no ano de 1983. A decisão é do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

O caso ficou conhecido nacionalmente pelo fato cinematográfico de os três filhos de Valdevino terem ingressado na carreira jurídica com o objetivo de colocar o prefeito na prisão.

Chamou a atenção da mídia, num país onde a falta de justiça leva os parentes de vítimas às lojas de armas, os rapazes terem preferido as escolas de Direito.

O mandado de prisão do prefeito já foi expedido pelo Tribunal de Justiça mato-grossense. Na última sessão, o desembargador Rui Ramos pediu vista do processo devido a divergência dos três primeiros votos com relação a pena ser aplicada ao prefeito.

A ação penal teve como relator o desembargador Flávio Bertin e como revisor o desembargador Manoel Ornellas. As Câmaras Criminais reúnem-se sob a presidência da desembargadora Shelma Lombardi de Kato.

Fonte: Diário de Cuiabá

Revista Consultor Jurídico, 11 de maio de 2001, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 19/05/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.