Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Justiceiro do apagão

Pai do bacharel que ameaçou ministros do STF pede desculpas

O pai do bacharel Jorge Eduardo Rubies que, no último dia 5, enviou mensagem pela Internet ao Supremo Tribunal Federal, ameaçando ministros em razão de seus votos no julgamento da MP do plano de racionamento de energia, pediu desculpas ao presidente do STF, ministro Marco Aurélio.

Edmon Rubies, também pela Internet, afirmou que se empenhará para que o "infortúnio" não volte a ocorrer. O presidente do Supremo, que sai de férias na próxima segunda-feira (16/7), enviará a mensagem aos demais ministros.

Leia a correspondência encaminhada ao STF

"Exmo. Sr. Dr.

Marco Aurélio de Mello

Lamentavelmente foi através da imprensa que tomei conhecimento do chocante e-mail que meu filho Jorge Eduardo Rubies dirigiu ao STF, com agressões gratuitas e levianas aos membros dessa soberana corte de justiça. Jorge Eduardo graduou-se em duas das mais prestigiosas Universidades brasileiras e acompanhou em casa os melhores exemplos para se tornar um cidadão honrado, cumpridor dos deveres e obrigações com a sociedade, o que sempre fez, até o último dia 05, data do malsinado e-mail. Tem pautado sua vida com normas de civilidade e respeito ao próximo, produto e reflexo da educação que recebeu no lar. Profundamente idealista, esteve até colaborando ao a Associação Viva o Centro que visa recuperar este histórico da Cidade de São Paulo. Rogamos a V. Excia. e aos seus pares receberem, em nome dos pais de Jorge Eduardo, nossos sinceros pedidos de desculpas como compromisso de que nos empenharemos ao limite de nossa capacidade para que tal infortúnio jamais se repita."

Edmon Rubies"

Revista Consultor Jurídico, 13 de julho de 2001, 20h43

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 21/07/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.