Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Indicação de crimes

Procuradores dos estados recebem relatório da CPI do narcotráfico

O procurador-geral da República, Geraldo Brindeiro, encaminhou aos procuradores-chefes de 18 estados as cópias do relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), que indicou uma lista de 824 indiciados. Eles deverão ser investigados pelo Ministério Público Federal.

A CPI apontou vários crimes na lista dos indiciados. Entre eles, narcotráfico, homicídio, sonegação fiscal, enriquecimento ilícito, lavagem de dinheiro, corrupção, prevaricação, roubo de cargas, falsificação de moeda, formação de quadrilha, crime organizado, extorsão e emissão de laudo médico falso - caso do perito Fortunato Antonio Badan Palhares.

Entre os 824 indiciados que serão investigados pelo MP, estão os deputados federais José Aleksandro (AC) e Augusto César Cavalcanti Farias (AL). A lista também inclui desembargadores, juízes, delegados de polícia, policiais civis e militares, deputados estaduais e vereadores. Todos os citados negaram, em depoimento à CPI, envolvimento com o narcotráfico.

Revista Consultor Jurídico, 13 de fevereiro de 2001, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 21/02/2001.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.