Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pimenta vai para prisão

Pimenta Neves vai para a prisão na segunda, determina juiz.

O jornalista Antônio Pimenta Neves, que matou sua ex-namorada, Sandra Gomide, deverá ocupar uma cela com mais de cinco presos, entre eles, o ex-vereador Vicente Viscome e o estudante de medicina Mateus dos Santos Meira, que disparou à esmo, uma metralhadora em um cinema de São Paulo, segundo informa o site www.ig.com.br.

O juiz corregedor do Departamento de Inquéritos Policiais (Dipo), Maurício Lemos Porto Alves, segundo chegou a informar o Tribunal de Justiça paulista, havia determinado à polícia a remoção do jornalista para a cadeia às 24h deste domingo.

O assassino confesso da jornalista Sandra Gomide será mantido em uma cela do 77º Distrito Policial. A transferência será providenciada pelos agentes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa

(DHPP).

Pelas informações divulgadas pela Folha on Line, contudo, um dos advogados do jornalista Pimenta Neves, Sérgio Alvarenga, disse que seu cliente só deverá ser transferido da clínica onde está internado para a prisão a partir das 19h de segunda-feira (4).

Para ele, o prazo de dez dias de permanência na clínica expira nesse horário, considerando a liminar concedida pelo desembargador Maurílio Gentil Leite, 2º vice-presidente do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), na última sexta-feira (25).

O advogado da família de Sandra Gomide, Luiz Flávio Gomes, contesta: "Todo prazo penal vence à meia-noite", afirma. Respeitada a regra, Pimenta pode ser retirado da clínica ainda neste domingo.

O juiz Porto Alves, corregedor da polícia judiciária, disse que não há um horário definido para que o jornalista seja conduzido à prisão. Mais tarde, a assessoria do TJ informou que no despacho não consta um horário.

Em seu despacho, segundo assessoria do TJ, Porto Alves diz que a remoção deve "se efetivar ao término dos prazos concedidos para a permanência dele na clínica, onde se encontra recolhido..."

Revista Consultor Jurídico, 1 de setembro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 09/09/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.