Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Bomba no avião

Testemunhas no caso de bomba no vôo da TAM serão ouvidas

As testemunhas contra o professor Leonardo Teodoro de Castro, acusado de ter explodido uma bomba em um avião da TAM, serão ouvidas a partir desta quinta-feira (9/11) na 1ª Vara Criminal Federal. O episódio ocorreu em 1997 e causou a morte do engenheiro Fernando Caldeira de Moura.

Além da morte de Fernando Caldeira, o professor também é acusado de tentativa de homicídio qualificado contra 50 passageiros e oito menores de 14 anos, o que, segundo o Código Penal, se torna um agravante.

As audiências ocorrerão no Fórum Jarbas Nobre, na Praça da República, centro de São Paulo. O delegado da Polícia Federal Pedro Sarzi Júnior será ouvido na audiência marcada para às 13h30.

Na sexta-feira (10/11), outras testemunhas de acusação serão ouvidas. Asione Bonfim de Brito Neves, que acompanhou a busca e apreensão de provas na residência do professor Castro; Sérgio Dias Couto, agente da Polícia Federal, e Maristela Guizardi Bisterço, perita criminal.

Além disso, três passageiros do vôo irão prestar depoimento por meio de uma carta precatória. O comissário de bordo também será ouvido.

Revista Consultor Jurídico, 9 de novembro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 17/11/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.