Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crime e castigo

Acusados de matar delegado enfrentam júri nesta terça

Começa nesta terça-feira (14/3), o julgamento dos acusados do assassinato do delegado-corregedor da Polícia Federal (PF), Alcioni Serafim de Santana.

O crime ocorreu em maio de 1998, em frente à casa do delegado. Os acusados, Gildásio Teixeira Roma e Carlos Alberto da Silva Gomes, se condenados poderão pegar de 12 a 30 anos de prisão.

O motivo do crime seria o de impedir a investigação, conduzida por Santana, do envolvimento de policiais federais em atividades criminosas (extorsão de advogados e comerciantes).

À época o delegado da PF, José Pinto de Luna, declarou que os dois acusados haviam confessado o crime. O depoimento teria sido gravado em fita cassete e de vídeo.

O julgamento será presidido pelo juiz Federal, Marco Aurélio Castriani, da 1ª Vara Criminal.

RevistaConsultor Jurídico, 13 de março de 2000.

Revista Consultor Jurídico, 13 de março de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 21/03/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.