Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ex-auxiliar é condenado

RJ: Edson Izidoro é sentenciado a 76 anos de prisão

O ex-auxiliar de enfermagem, Edson Izidoro, foi condenado, nesta sexta-feira, a 76 anos de prisão pelo assassinato de quatro pacientes no Hospital Salgado Filho, no Rio de Janeiro. A decisão foi do 3º Tribunal do Júri fluminense.

Edson foi preso em flagrante no início de maio do ano passado, à época, ele confessou os assassinatos. Segundo o depoimento do auxiliar, ele aplicava injeções letais (ampolas com 10 ml de cloreto de potássio) ou retirava a máscara de oxigênio dos pacientes para amenizar seu sofrimento.

Os assassinatos seriam realizados em troca de gratificação de funerárias, "indicadas às famílias da vítimas".

Durante o julgamento, os advogados do ex-auxiliar alegavam que Edson havia sido espancado e coagido a confessar os crimes.

O juiz Mário Guimarães Neto, responsável pelo caso, afirmou, ao proferir a sentença, que o ex-auxiliar apresentou "total falta de valor à vida humana"

Revista Consultor Jurídico, 18 de fevereiro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/02/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.