Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Passaporte falso

Justiça italiana processa Dida por uso de passaporte falso

O ex-goleiro da seleção brasileira e atual do Milan, da Itália, Dida, será processado pela Justiça italiana por uso de passaporte falso e corre o risco de ser expulso do país.

De acordo com Elio Ramondini, fiscal na cidade de Milão, o passaporte português de Dida, é falso.

O passaporte é usado pelo jogador para conseguir permissão de residir na Itália. Se a informação for confirmada, o goleiro brasileiro pode ser proibido de permanecer na Europa.

A CPI do futebol está investigando alguns casos relativos a passaportes falsos. Membros da CPI devem ir à Europa para verificar casos de jogadores brasileiros que estão envolvidos com a falsificação de passaportes.

A Justiça italiana tem se empenhado em acabar com a máfia dos passaportes falsos. Inúmeros jogadores sul-americanos apresentaram documentos falsos para conseguir a dupla nacionalidade.

Desta maneira, eles driblam as regras que permitem apenas três jogadores nascidos em países que não pertencem à União Européia.

Revista Consultor Jurídico, 5 de dezembro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 13/12/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.