Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Massacre no Carandiru

Coronel acusado de 111 mortes será julgado até o início de 2001

Uma nova data do julgamento do coronel da reserva, Ubiratan Guimarães, deverá ser marcada até o fim do mês. Ele é acusado da morte de 111 presos e de cinco tentativas de homicídio ocorridas em 1992, no Complexo do Carandiru, em São Paulo.

O julgamento foi suspenso às 10 horas desta sexta-feira (1/12). O motivo da suspensão foi a dispensa do jurado David Fernandes Moreno que estava com uma infecção na garganta e teve que ser levado ao Pronto-Socorro.

Os médicos que atenderam o jurado consideraram impossível sua permanência no julgamento, sob o risco de a infecção tornar-se generalizada.

Segundo o promotor do caso, Norberto Jóia, a suspensão do julgamento seria inevitável, porque sua permanência no Tribunal representaria risco de saúde.

Jóia afirmou que "havendo boa vontade do Poder Judiciário, há a possibilidade de agendar um novo julgamento a partir de fevereiro de 2001". Na próxima data, novos jurados serão convocados.

O juiz Nilson Xavier de Souza, que preside o julgamento, disse que é necessário checar a disponibilidade de data junto à 1ª Vara do Tribunal do Júri.

Fonte Agência Estado

Revista Consultor Jurídico, 1 de dezembro de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 09/12/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.