Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Defesa fortalecida

Diretor do Estadão vai à missa da jornalista assassinada

A assistência de acusação, contra o jornalista Antônio Pimenta Neves, foi fortalecida com a entrada do criminalista Márcio Thomaz Bastos. A sugestão foi feita pelo próprio advogado constituído pela família para o caso, o ex-juiz Luiz Flávio Gomes. Os dois atuarão juntos.

A idéia foi apresentada logo depois da missa de sétimo dia da jornalista Sandra Gomide, assassinada no último dia 20, realizada no sábado.

Ao ato religioso compareceram cerca de 150 pessoas, jornalistas, em sua maioria. A presença mais notada foi a do diretor do Estadão, Ruy Mesquita, que compareceu acompanhado de seus filhos Fernão (diretor do Jornal da Tarde) e Rodrigo (diretor da Agência Estado) e, ainda de seu sobrinho Júlio César Mesquita.

Ruy Mesquita orientou o advogado Luiz Flávio Gomes a procurá-lo para tratar da remuneração pelo trabalho que está exercendo. "Não sou o único dono e preciso da concordância da maioria, mas a minha posição é esta", afirmou o jornalista.

Luiz Flávio Gomes e Thomaz Bastos, contudo, entendem que o mais adequado é que essa conversação deve ser mantida diretamente com a família.

Ainda no sábado, o jornalista indiciado recebeu na clínica de luxo onde se encontra a visita do diretor de redação da Folha de S.Paulo, Octavio Frias Filho. Pimenta Neves foi visitado também pelo ex-diretor da Gazeta Mercantil, hoje diretor do site Panorama Brasil, Roberto Muller.

Revista Consultor Jurídico, 26 de agosto de 2000, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 03/09/2000.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.