Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crime pela Internet

Mansur é acusado de praticar spam com informações negativas

O ex-controlador das redes Mappin e Mesbla, Ricardo Mansur, está sendo investigado pelo envio de um "spam" (envio da mesma mensagem a diversos e-mails sem a autorização dos usuários) com informações negativas e falsas sobre o Bradesco. A instituição é a principal credora do empresário.

Segundo o delegado da divisão de crimes na Internet da Polícia Civil de São Paulo, Mauro Marcelo de Lima e Silva, a perícia nos computadores apreendidos na semana passada em uma das empresas de Mansur deve terminar até o fim da semana.

Lima e Silva afirma que existem provas que ligam o empresário aos e-mails enviados contra o banco. A mensagem - enviada através de uma conta de Hotmail, servidor que fica nos Estados Unidos - afirmava que o Bradesco se encontra em situação financeira delicada, estaria fechando seu balanço no vermelho há vários anos e que um de seus diretores estaria desviando grande volume de dinheiro para uma conta na Suíça.

Ricardo Mansur acusa o Bradesco pela falência de suas redes de lojas. Segundo o empresário, o banco lhe negou crédito e fez com que o Mappin e a Mesbla quebrassem.

Em agosto passado, o empresário propôs ação contra o banco, pedindo indenização de cerca de R$ 2 bilhões pelos prejuízos sofridos. A primeira audiência sobre o caso está marcada para março de 2000.

Revista Consultor Jurídico, 7 de dezembro de 1999, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/12/1999.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.