Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ex-ministra acusada de estupro

Ex-ministra da família em Ruanda é acusada de estupro

Pela primeira vez na história, uma mulher é acusada por crimes contra a humanidade e estupro. Trata-se da ex-ministra da Família e Assuntos da Mulher de Ruanda, Pauline Nyiramasuhuko.

As informações foram divulgadas por um porta-voz da Organização das Nações Unidas (ONU) nesta quinta-feira (12/8).

A ex-ministra já enfrentava uma acusação de genocídio desde que o Tribunal de Crimes da ONU apontou seu envolvimento na matança de Tutsis e Hutus, em 1994. Segundo a acusação, Pauline sabia que seus subordinados estavam violentando sexualmente mulheres dessas regiões e não tomou nenhuma providência para impedir ou punir os crimes.

Pauline foi acusada juntamente com seu filho, Arsene Shalom Ntahobali, por genocídio, conspiração para cometer genocídio, cumplicidade em genocídio, crimes contra a humanidade e diversas outras violações à Convenção de Genebra.

Fonte: Ag. Reuters

Revista Consultor Jurídico, 12 de agosto de 1999, 0h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 20/08/1999.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.