Consultor Jurídico

Felizes para sempre

Casamento comunitário em São Luís terá 40 juízes e 408 casais

Quarenta juízes vão celebrar as uniões civis do casamento comunitário — virtual e gratuito — em São Luís, no próximo dia 6, com transmissão pelo YouTube do Portal Imirante. A cerimônia será realizada pela Corregedoria Geral da Justiça do Maranhão (CGJ-MA), em parceria com o Grupo Mirante, que viabilizará o acesso dos noivos às salas virtuais, onde estarão os juízes, por meio da plataforma zoom.

Stock.XCHNG

Nesta edição do projeto foram oferecidas 500 vagas para casais residentes na capital maranhense, sendo habilitados 408 casais juntos aos cartórios do 1º, 2º, 3º, 4º e 5º Ofícios de Registro de Pessoas Naturais de São Luís, em julho deste ano.

O início da solenidade está previsto para as 14h, mas os casais devem entrar na sala virtual, com 1 hora de antecedência (13h).

Entre 14h e 14h30 será feita a abertura oficial da solenidade, com discursos do corregedor-geral da Justiça, desembargador Paulo Velten, e autoridades convidadas. Depois dos pronunciamentos, serão iniciados os primeiros casamentos, de forma individual, para cada casal. Por volta das 16h, haverá um intervalo para apresentação de atrações musicais — com Paulo Trabulsi e grupo "Os Parazim" e sorteio de brindes entre os casais participantes. Em seguida, serão finalizados os demais casamentos.

Equipes de servidores da Corregedoria Geral da Justiça já deram início aos contatos com os noivos para passar informações sobre a solenidade e detalhes técnicos sobre os meios de acesso à transmissão virtual, por meio da instalação do aplicativo zoom em seus celulares ou computador.

Antes da data da cerimônia, haverá um ensaio com os casais, em data a ser definida e divulgada no Portal do Poder Judiciário do Maranhão e redes sociais da Corregedoria Geral da Justiça. No caso de dúvidas, os noivos podem ligar para a Secretaria da Diretoria da CGJ-MA (98 3198-4626).

O projeto "Casamentos Comunitários" é feito pela Corregedoria Geral da Justiça desde 1998, já tendo sido responsável por unir milhares de casais de baixa renda  de todo o Maranhão, sem a cobrança de custas cartorárias aos noivos. Todos os atos de registro civil, de habilitação, do registro do ato e emissão das primeiras certidões, são praticados gratuitamente, sendo proibida a cobrança de qualquer taxa ou despesa extraordinária pelas serventias extrajudiciais. Com informações assessoria da Corregedoria Geral da Justiça do TJ-MA.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 31 de outubro de 2021, 16h26

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/11/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.