Consultor Jurídico

Liberdade de imprensa

ABMD repudia ameaças a Joaquim de Carvalho e exige ação da Justiça

"A ABMD (Associação Brasileira de Mídia Digital) solidariza-se com o jornalista Joaquim de Carvalho, do portal Brasil 247, e com a família dele. Profissional de rara competência, Carvalho apura há semanas reportagens especiais sobre produção de mentiras em escala industrial pelas falanges comandadas a partir do grupo político do bolsonarismo e de seus braços operacionais na mídia e nas redes sociais.

Jornalista Joaquim de Carvalho

Allan Gustavo Lucena do Norte, que atuou como segurança do atual presidente da República durante a campanha de 2018, passou a ameaçar o jornalista e a família dele em razão das apurações jornalísticas.

Já foram solicitadas investigação policial e proteção judicial para Joaquim de Carvalho e seus parentes.

A ABMD coloca-se à disposição do jornalista e do Brasil 247 para quaisquer ações que se façam necessárias a fim de proteger a vida do profissional e de seus familiares e a liberdade de imprensa.

Nunca é demais lembrar que o Brasil é considerado zona de risco para a imprensa livre pela organização Human Rights Watch, tendo passado a frequentar essa vergonhosa lista de nações que não prezam pela vida de jornalistas independentes desde a ascensão de Jair Bolsonaro à Presidência.

Florestan Fernandes Jr.
presidente da ABMD"




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 22 de outubro de 2021, 21h10

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 30/10/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.