Consultor Jurídico

Venda da propriedade

Herdeiros de imóvel rural devem pagar IR sobre ganho de capital, decide TRF-4

Sem constatar direito líquido e certo, a 2ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região determinou que uma família uruguaia pague imposto de renda sobre o ganho de capital, e não sobre o valor da partilha de um imóvel rural.

Melanie Lemahieu

Os autores herdaram uma propriedade de mais de 2 mil hectares em Santana do Livramento (RS) e ajuizaram ação para pedir a suspensão da cobrança dos valores referentes ao ganho de capital obtido com a venda. Segundo eles, o IR deveria incidir sobre os valores da partilha, bem inferiores ao atingido na avaliação para alienação.

A 3ª Vara Federal de Santa Maria (RS) concedeu decisão favorável aos autores. A União recorreu, alegando que a exclusão do tributo só seria permitida por lei.

No TRF-4, o desembargador-relator Rômulo Pizzolatti deu provimento à apelação da União. Ele observou que uma metade da propriedade foi avaliada em cerca de R$ 495 mil, a outra metade em R$  2,1 milhões, e todo o imóvel foi vendido por R$ 14,2 millhões. "Causa perplexidade a pretensão dos impetrantes de nada, absolutamente nada, deverem pagar a título de ganho de capital", ressaltou o magistrado. Com informações da assessoria de imprensa do TRF-4.

Clique aqui para ler o voto do relator
Clique aqui para ler o acórdão
5004573-80.2020.4.04.7102




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 17 de julho de 2021, 12h01

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/07/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.