Consultor Jurídico

Processo Trabalhista

Com acordo homologado, Atlético-MG pagará R$ 4,3 milhões a Robinho

O juiz Luís Henrique Santiago Santos Rangel, da 41ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, homologou nesta segunda-feira (25/1) acordo que põe fim a uma disputa entre o Atlético Mineiro e o jogador Robinho. O clube terá que desembolsar R$ 4,3 milhões em 35 parcelas. A informação é do Globo Esporte

Clube pagará R$ 4,3 milhões a Robinho
Divulgação

"Homologo o acordo peticionado nos autos, nos termos em que fora convencionado, para que susta seus jurídicos e legais efeitos", afirma a ata de audiência. 

Robinho processou o Atlético-MG em 2019. Ele atuou no clube de fevereiro de 2016 a dezembro de 2017, cumprindo todo o tempo de duração do contrato. No período, o salário do jogador teria atrasado e direitos de imagem não foram pagos. O valor da ação chegou a R$ 4,9 milhões. 

Conforme o acordo, as dez primeiras parcelas terão valor de R$ 100 mil. As 25 demais serão de R$ 134 mil. O vencimento do primeiro pagamento é 14 de fevereiro. O restante vence nos dias 25 de cada mês. 

O salário do jogador enquanto atuou no clube era de R$ 300 mil, mais R$ 315 de direitos de imagem. Ele ainda recebia um bônus de 500 mil dólares por ano pela licença de uso, exploração, veiculação e utilização do nome, apelido, voz e imagem.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 25 de janeiro de 2021, 20h33

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 02/02/2021.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.