Consultor Jurídico

Grande encontro na USP

Coordenado por Lewandowski, curso de pós-graduação discute Direito e mídia

Nesta sexta-feira (9/4), terá início um curso de pós-graduação da Universidade de São Paulo com o tema "Direito, Mídia e Liberdade", coordenado pelo ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, e pelos advogados Heleno Torres e Pierpaolo Bottini, todos professores da tradicional instituição.

Ministro Ricardo Lewandowski, do STF,
é um dos coordenadores do cursoNelson Jr./STF

Segundo o ministro, o objetivo do curso é discutir os rumos tomados pela mídia do Brasil nos últimos anos e sua relação com o mundo do Direito. Recentemente, em uma live, Lewandowski saudou o papel dos veículos de comunicação online como modernizadores da imprensa brasileira, citando a ConJur como uma das protagonistas desse movimento. 

"O curso de pós-graduação sobre 'Direito, Mídia e Liberdade', que Heleno Torres, Pierpaolo Bottini e eu organizamos na Faculdade de Direito da USP, com a participação de jornalistas e acadêmicos, pretende debater as modificações sofridas pelos meios de comunicação social nos últimos tempos, hoje preponderantemente virtuais, com ênfase em sua responsabilidade na preservação e consolidação da democracia", explicou o ministro.

Entre os debatedores que participarão do curso até o dia 2 de julho, estarão grandes nomes do Direito, da academia e da imprensa brasileiros. Participam do curso, entre outros, o ministro Dias Toffoli, do STF; Antonio Saldanha, ministro do Superior Tribunal de Justiça; Otávio Luiz Rodrigues Jr., professor da Faculdade de Direito da USP e conselheiro do CNMP; a desembargadora Simone Schreiber, os jornalistas Monica Bergamo, Reinaldo Azevedo, Heraldo Pereira, Eugênio Bucci, Carlos Eduardo Lins da Silva, Ruy Castro e Leonardo Attuch e o sociólogo Antonio Lavareda.

O curso começará com a apresentação desta sexta e terminará com uma prova, marcada para o dia 9 de julho. Ao todo, serão 13 aulas, que vão abordar a liberdade de expressão, as fake news, a proteção de dados e o direito ao esquecimento, entre outros temas. A escola examina a possibilidade de, posteriormente, disponibilizar o curso pela Internet.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 8 de abril de 2021, 17h40

Comentários de leitores

0 comentários

Ver todos comentáriosComentar