Consultor Jurídico

Plano de recuperação

TRT suspende todas ações trabalhistas da Portuguesa por 60 dias

Lusa tem mais 60 dias para apresentar um plano geral de recuperação à Justiça
Reprodução

O desembargador Marcelo Freire Gonçalves deferiu o pedido da Associação Portuguesa de Desportos de suspensão de ações trabalhistas por 60 dias. A decisão permitirá que o clube paulistano apresente um plano geral de recuperação que abarque também as dívidas trabalhistas.

A atual direção do clube firmou parceria com o Sindicato dos Atletas de São Paulo e ingressou com um pedido de procedimento coletivo de mediação e conciliação para um acordo com 271 credores, entre ex-funcionários e ex-atletas.

Os responsáveis pelo plano de recuperação da Portuguesa é o CEO do Grupo Way, Paulo Otto Romanoschi, e o advogado Antonio Carlos Aguiar que, juntos, estão capitaneando essa ação inédita no futebol brasileiro.

"A intenção da Portuguesa é saldar de maneira ética e segura as suas dívidas trabalhistas, para poder ter sustentabilidade e conseguir seguir em frente, sem penhoras incontroláveis, que acabam sendo injustas, uma vez que, além de impossibilitar uma gestão mínima da receita da Portuguesa, para continuar respirando, elas acabam por atender muito poucos, deixando todos os demais desamparados", explicam os responsáveis.

Até o momento, cem advogados que representam credores da Portuguesa já se habilitaram no processo.

1003669-67.2020.5.02.0000

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 15 de setembro de 2020, 19h32

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/09/2020.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.