Consultor Jurídico

Notícias

Assinatura Digital

Usuários do PJe Office não precisam atualizar plugin Java

Usuários da versão 2.0 do PJe que atualizaram o PJe Office, assinador digital do Conselho Nacional de Justiça, para assinatura eletrônica dos documentos processuais, não serão afetados pela última atualização do Java.

Certificado digital é obrigatório nos processos eletrônicos
Reprodução

Qualquer navegador e os principais sistemas operacionais (Windows, IOS e Linux) rodam o PJeOffice, lançado em 2016. Antes, era preciso manter versões definidas do Firefox e do plugin Java para assinar atos no PJe.

"A assinatura digital exige uma aplicação Java que não é nativa dos navegadores. Ela reconhece o certificado do usuário e assina o documento", afirma Bráulio Gusmão, juiz auxiliar da Presidência do CNJ. "Ocorre que não há sincronia entre a evolução dos navegadores, do plugin e do assinador. Então, era preciso pedir que o usuário desativasse a atualização automática do Java e do navegador."

Ajustar as configurações deixou de ser tarefa dos usuários com o PJeOffice. Instalado no computador, basta selecioná-lo como assinador do PJe, em vez do plugin Java. A aplicação é atualizada quando necessário. O passo a passo e o arquivo para a instalação do software pode ser acessado aquiCom informações da Assessoria de Imprensa do CNJ.

Revista Consultor Jurídico, 7 de fevereiro de 2019, 10h51

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/02/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.