Consultor Jurídico

Notícias

Abalo físico

Banco deve indenizar em R$ 100 mil gerente vítima de sequestro

Por 

Funcionários de banco correm risco acentuado por ficarem na linha de frente, responsáveis por cuidar de quantias de dinheiro significativa. Com esse entendimento, a juíza Anelisa Marcos de Medeiros, da 6ª Vara do Trabalho de São Gonçalo (RJ), condenou o banco Itaú a indenizar um gerente vítima de sequestro. O valor foi fixado em R$ 100 mil.

123RF

De acordo com o processo, o empregado foi sequestrado, mantido em cárcere privado com familiares e ainda teve que dirigir até a agência onde trabalhava para sacar dinheiro.

Ao analisar o caso, a magistrada considerou que a atividade de serviço bancário é alvo frequente. Segundo ela, o banco também não adotou medidas de segurança adequadas para garantir a segurança no trabalho.

"Extrai a culpabilidade do empregador da negligência verificada na deficiência do sistema de segurança da agência (...) Não fosse ele Gerente Operacional, não teria sofrido os abalos aos quais foi submetido e que resultaram no seu afastamento do trabalho", afirmou a juíza.

Atuou na defesa do gerente o escritório Stamato, Saboya, Bastos & Rocha.

Clique aqui para ler a sentença.
Processo: 0100676-52.2018.5.01.0266

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 22 de agosto de 2019, 7h26

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 30/08/2019.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.