Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Disputa acadêmica

Site compara faculdades de Direito dos EUA a seleções da Copa do Mundo

Por 

O editor do site Above the Law, Joe Patrice, fez uma comparação, para fins de divertimento dos leitores, entre algumas das principais faculdades de direito dos Estados Unidos e as seleções dos países que estão disputando a Copa do Mundo de futebol.

Ele relaciona, por exemplo, a seleção brasileira e a Faculdade de Direito da Universidade de Chicago. Essa instituição está sempre entre as favoritas para se classificar em primeiro lugar no ranking das melhores do país. Inesperadamente, porém, perde de 7 a 1 para a faculdade de Yale, que ele compara à Alemanha.

Brasil seria Universidade de Chicago, enquanto Argentina seria Columbia, conforme a lista do site Above the Law.

Já a Inglaterra, com sua tradição futebolística, seria Harvard. Também é divertida a comparação que faz entre a Rússia e a Antonin Scalia School of Law, que trocou de nome para homenagear o ex-ministro Scalia, morto em fevereiro de 2016. Segundo o autor, essa faculdade conservadora e a Rússia dizem ao presidente Donald Trump o que fazer.

Veja as comparações:

Yale — Alemanha
São as atuais campeãs. A Faculdade de Direito da Universidade de Yale ocupa a primeira posição no ranking anual da US News há anos, sendo sempre favorita. Apesar de todo talento disponível, não há alguém que você possa apontar como uma estrela no ataque. A grande estrela da seleção da Alemanha é o goleiro – uma atividade que apenas uma pessoa pode realizar – tal como a Yale sustenta seu conceito em apenas uma posição: alguns poucos bacharéis que defendem imagem da instituição por sair da faculdade diretamente para o Judiciário federal.

Harvard — Inglaterra
Tem prestígio. Tem tradição. Tem o fato de que basicamente inventou o jogo. E tem o fato de que sempre que você pensa em um jogador de futebol, você pensa em um homem inglês da mesma forma que você pensa em um advogado esnobe e pensa em um bacharel da Harvard. Apesar disso, ninguém nunca a considerou seriamente como a melhor, em décadas.

Columbia — Argentina
Elas usam azul claro e deveriam ser muito melhores do que são. Sem brincadeira, como pode uma escola da Ivy League (a liga das faculdades mais conceituadas nos EUA), no coração do maior mercado jurídico do pais (Distrito de Colúmbia), ser superada por faculdades de New Haven, Boston e Palo Alto? Não faz sentido. Lionel Messi pode ser o melhor jogador da história, mas a seleção da Argentina não é campeã.

NYU — Uruguai
A Faculdade de Direito da Universidade de Nova York provavelmente poderia chegar à final, mas, provavelmente, isso não vai acontecer. O lado bom é que, mesmo que falhe, poderá considerar uma vitória moral ver sua vizinha perder.

Chicago — Brasil
Apesar de ter sido criada em uma economia em vias de desintegração, a Faculdade de Direito da Universidade de Chicago é uma favorita perene à primeira posição no ranking – como o Brasil é sempre favorito para ganhar a Copa. Todo ano você pensa que vai chegar lá. Mas inesperadamente perde por 7 a 1 da Faculdade de Yale (Alemanha).

Stanford — França
Há quem afirme que a França tem time para ganhar o título, mas poucos especialistas concordam com essa previsão. Stanford sempre é candidata ao posto de melhor faculdade de direito dos EUA, mas isso não acontece por mais de uma década. Muita gente não se conforma com isso.

Michigan — Islândia
O frio é perpétuo, mas parece que todo mundo lá é divertido.

Virginia — Coreia do Sul
Um time corajoso, que poderia ganhar trabalhando em grupo, mas tem seus limites. E também pode ser derrotado por um bando de fascistas ousados.

Duke — Espanha
Iria desconcertar todo mundo no topo se ganhasse.

ASS Law — Rússia
A Antonin Scalia School of Law e a Rússia dizem ao presidente Donald Trump o que fazer. Mas a Rússia só garantiu sua participação na Copa do Mundo porque se tornou o país sede. No final das contas, ambas assumem uma posição maior do que suas credenciais no campo.

Cornell — Suíça
Foi assim nas vezes anteriores e continua agora: as condições climáticas não ajudam a conquistar os primeiros lugares. Sujeita a chuvas, trovoadas e muita neve.

Penn State Law — Arábia Saudita
A professora de Direito Amy Wax da Faculdade de Direito da Universidade da Pensilvânia ficou nacionalmente famosa, recentemente, por aclamar em um artigo que a cultura anglo-protestante é superior. Dizem que ela também não acha que as mulheres devem ter os mesmos direitos que os homens.

Northwestern — México
O México tem condições de ganhar a Copa do Mundo, assim como a Northwestern pode ser parte da elite das Faculdades de Direito. Não se sabe porque não são, já que têm todos os recursos.

Georgetown — Japão
Consistente com o fato de que a Georgetown foi a primeira faculdade a ser excluída da gloriosa elite das 14 melhores dos EUA, o Japão é provavelmente o melhor dos que não fazem parte da elite do futebol.

Berkeley — Nigéria
Uma esquadra fantástica, que deveria disputar os primeiros lugares, mas que, com esse grupo, não vai chegar lá.

Texas — Bélgica
Embora pareçam prováveis perdedores inofensivos, quando você olha mais profundamente em sua história, você descobre que cometeram um ou dois crimes de guerra em seu caminho.

Charlotte — Estados Unidos
Desagradaram a todos pela desclassificação. E acabaram sendo fechados.

 é correspondente da revista Consultor Jurídico nos Estados Unidos.

Revista Consultor Jurídico, 17 de junho de 2018, 13h14

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 25/06/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.