Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

PONTAPÉ INICIAL

Justiça gaúcha "estreia" sistema eproc com ação previdenciária

A troca no sistema de processo eletrônico da Justiça do Rio Grande do Sul, que passará do Themis para o eproc, começou no dia 31 de janeiro com uma ação previdenciária. O advogado Jorge Calvi pede reajuste de renda mensal inicial contra o Instituto Nacional do Seguro Social, na Vara Adjunta do Juizado Especial Cível de Encantado. O processo seguiu ao gabinete do juiz Clóvis Frank Kellermann Júnior.

Por enquanto, o sistema eproc ficará restrito às ações previdenciárias de competência delegada da Justiça Federal. A comarca foi escolhida devido à proximidade da capital gaúcha e por causa do número de ações previdenciárias de competência delegada distribuídas nos últimos três anos: 1.103 (a quarta com maior número de processos previdenciários).

O eproc, desenvolvido pela Justiça do Trabalho da 4ª Região, já foi “exportado” a outros tribunais e à Turma Nacional de Uniformização dos Juizados Especiais FederaisCom informações da Assessoria de Imprensa do TJ-RS.

 

Revista Consultor Jurídico, 4 de fevereiro de 2018, 13h36

Comentários de leitores

1 comentário

Viva! E-PROC para todos!

SMJ (Procurador Federal)

O sistema E-PROC do TRF4 é excelente. Tomara que ele seja adotado por todos os tribunais brasileiros, o que facilitaria muito a aplicação do Direito no Brasil. Ademais, não vivemos num país com dinheiro sobrando pra que cada tribunal pague para ter um processo eletrônico para chamar de seu - ainda que seja uma carroça se comparada ao E-PROC, como ocorre em SC - quando já há um operando há mais de 10 anos com excelência e que pode ser gratuitamente utilizado por todos.

Comentários encerrados em 12/02/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.