Consultor Jurídico

Notícias

Balanço Jurisdicional

Em 2018, STJ julgou 40 mil processos a mais que em 2017

Por 

O Superior Tribunal de Justiça 2018 elevou em 10% o número de processos julgados em 2018. No total, foram 40 mil a mais do que os julgados de 2017. A declaração foi dada durante a última sessão da Corte Especial desta quarta-feira (19/12), antes do recesso forense.

O presidente da corte, ministro João Otávio de Noronha, afirmou que a casa tem investido em modernização, reestruturação e tecnologia. “Essas iniciativas terão impacto em 2019. Há um grande empenho de todos da casa para entregar a sociedade uma jurisdição competente”, disse o ministro.

Segundo o ministro, apesar de a Corte ter recebido 4% processos a mais, o estoque de processos caiu de 330 mil para 293 mil. As decisões monocráticas, por exemplo, foram 402 mil.

“Tivemos um total de 338.711 processos recebidos e 237.140 distribuídos, além de 104 mil acórdãos publicados e 336.108 mil processos julgados em sessões”, disse o ministro.

Desafio Orçamentário
Noronha lembrou que o ano de 2019 será um ano desafiador do ponto de vista orçamentário. “Será preciso garantir eficiência e inovação”, disse. Em setembro, o Conselho Nacional de Justiça emitiu parecer favorável à proposta orçamentária para 2019 dos órgãos do Poder Judiciário integrantes do Orçamento Geral da União. O documento prevê um crescimento de 4,82% em relação ao orçamento de 2018, para atingir um total de R$ 49,9 bilhões.

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 19 de dezembro de 2018, 10h43

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 27/12/2018.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.