Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Solução de problemas

Mutirão do TJ-RJ faz mais de 400 atendimentos no Complexo de Bangu

O programa Justiça Itinerante, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, promoveu mais de 400 atendimentos nesta terça-feira (24/10) no Complexo Penitenciário de Bangu. O mutirão prestou serviços como a conversão de união estável em casamento e a emissão de documentos, como certidão de nascimento, CPF e RG — ao todo, mais de 150 deles foram emitidos.

As audiências promovidas no ônibus do Justiça Itinerante pelas juízas Helena Dias Torres, Ana Carolina Villaboim e Thereza Cristina Nara da Fontoura Xavier foram acompanhadas por uma comitiva de juízes federais e defensores públicos da União. Isso porque o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (RJ) e ES) pretende implantar um programa semelhante.

Na primeira etapa, os magistrados federais vão atuar em parceria com o TJ-RJ para resolver pendências previdenciárias com detentos e o público atendido pelo programa.

“É importante o juiz sair do gabinete e conhecer a realidade, as necessidades da população. Aqui no atendimento em Bangu, nós, juízes e funcionários, saímos renovados. O que parece simples como tirar uma carteira de identidade, para muitos, é uma nova chance”, explica a juíza Helena Dias.

O diretor do instituto penal, Anderson Leone Teixeira, também elogiou o Justiça Itinerante. “Precisamos muito desse serviço do tribunal. Os internos ficam motivados, reacende uma esperança para eles. Quando há oportunidade, eles agarram”.

Coordenado pela desembargadora Cristina Gaulia, o Justiça Itinerante conta com as parcerias da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária, Detran, Ministério Público e Defensoria Pública. A próxima edição será no dia 28 de novembro, na mesma unidade. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-RJ.

Revista Consultor Jurídico, 25 de outubro de 2017, 15h44

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 02/11/2017.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.