Consultor Jurídico

Bloqueio de acesso

CNJ recomenda usuários do PJe a não instalarem nova versão do Java

Os usuários do Processo Judicial Eletrônico não devem instalar a nova versão do Java (versão 8.91) em seus computadores. De acordo com o Conselho Nacional de Justiça, a nova versão pode causar bloqueio de acesso ao PJe.

O problema foi identificado pelo Departamento de Tecnologia da Informação e Comunicação do CNJ nessa segunda-feira (25/4). De acordo com o órgão, a atualização impede o carregamento do applet de assinatura e o login no navegador Firefox, impedindo assim o acesso à tramitação processual desejada.

Ao todo, a Justiça brasileira tem 7,4 milhões de ações judiciais tramitando por meio do Processo Judicial Eletrônico. Atualmente, o sistema é utilizado por 44 tribunais e em 2.561 órgãos julgadores — entre varas, turmas, câmaras e outras unidades judiciárias. Com informações da Assessoria de Imprensa do CNJ.

Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 26 de abril de 2016, 16h00

Comentários de leitores

13 comentários

Agradecimento

ANGÉLICA VSV (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Augusto Maia, obrigada pelo arquivo.

péssima escolha

AUGUSTO LIMA ADV (Advogado Autônomo - Tributária)

Dentre os vários sistemas disponíveis, o CNJ escolheu o pior.
Ao invés de atualizarem o sistema aos avanços tecnológicos, continuam atrasados.

Palhaçada

BERTOLOTTE (Advogado Assalariado - Civil)

Fazer o que ????
Cada novo sistema que é implantado no judiciário os únicos que não são 'ouvidos' são os verdadeiros operadores do direito, ou seja, nós advogados !!!!
Fazer o que ?????

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 04/05/2016.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.