Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Soco no olho

Pais de aluno que agrediu professor terão de pagar R$ 10 mil por danos morais

Os pais de um adolescente que agrediu seu professor terão de pagar indenização por danos morais no valor de R$ 10 mil. A sentença foi mantida pela 13ª Câmara Extraordinária de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo.

O caso aconteceu em uma escola estadual de Santos (SP), depois que o professor não deu a chave da sala de jogos para o aluno, pois não havia ninguém para supervisioná-lo. Diante da negativa, o estudante passou a insultá-lo e, em determinado momento, acertou um soco no olho direito do professor.

Os pais do jovem alegaram que ele “apenas revidou injusta agressão”. O desembargador Luiz Ambra, relator do processo, não foi convencido pelo argumento. “Conforme se verifica das narrativas, o filho dos apelantes proferiu agressões físicas contra o autor, em seu local de trabalho. As provas constantes dos autos não deixaram dúvidas acerca de que o menor lhe desferiu um soco”. Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-SP.

Revista Consultor Jurídico, 20 de setembro de 2015, 9h54

Comentários de leitores

3 comentários

Regra

Resec (Advogado Autônomo)

Isso deveria ser regra. Agrediu professor ? Os pais devem responder civilmente, indenizando de forma exemplar e o menor deve sofrer as sanções cabíveis. Uma nova postura é importante.

A esquerda é a culpada

LeandroRoth (Oficial de Justiça)

A esquerda, com seu pensamento de que não pode reprovar, não pode punir, que os menores são coitadinhos, criou estes monstros que, quase aos 18, são analfabetos funcionais que derespeitam, xingam e agridem professores, (quase sempre) impunemente.
.
O menor que respeita o professor e estuda é considerado um verdadeiro otário, já que nada acontece aos bagunceiros, praticantes de bullying e desordeiros que não estão nem aí pra nada e no final são aprovados do mesmo jeito.
.
Essa decisão judicial é um sopro de esperança, mas enquanto o pensamento de esquerda predominar no Brasil continuaremos caminhando para o abismo.

A reação está começando...

Ademilson Pereira Diniz (Advogado Autônomo - Civil)

Ainda bem que a JUSTIÇA respondeu à altura e não se deixou levar pelos argumentos falaciosos de legítimo revide. Só achei o valor muito baixo, apesar de desconhecer a situação financeira dos pais do 'estudante' (seria bom se pudéssemos acompanhar a vida desse 'menor' para ver em que vai dar...). Mas, a decisão em si já demonstra uma reação aos ataques que sofrem os professores, os quais não têm o menor apoio de ninguém...e se forem da REDE PÚBLICA, aí então é que a coisa pega, pois, conforme essas teorias pedagógicas exóticas que usam os filhos dos outros como cobaias, os professores são sempre os culpados, e os pequenos marginais tudo podem.

Comentários encerrados em 28/09/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.