Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Chapa da situação

Juliano Costa Couto é eleito presidente da OAB do Distrito Federal

O advogado Juliano Costa Couto é o novo presidente da seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil. Sua chapa, composta por ele e pela advogada Daniela Teixeira, foi eleita nesta segunda-feira (16/11) com 8.511 votos e ficará à frente da OAB-DF durante o triênio 2016-2018.

Em segundo lugar ficou Delio Lins e Silva Junior, com 5.380 votos. Paulo Roque, o terceiro, recebeu 3.593 votos. Foram 482 votos em branco e 513 votos nulos.

A chapa de Juliano e Daniela é a que tem apoio da atual administração, do presidente Ibaneis Rocha. Daniela Teixeira é secretária-geral de Ibaneis, e Juliano, secretário-geral-adjunto.

O pleito desta segunda registrou 18.479 de um total de cerca de 30 mil advogados aptos a votar. É uma abstenção de quase metade dos eleitores — a multa por não comparecimento às urnas é de até 20% da anuidade, a depender da justificativa, o que hoje equivale a R$ 120.

A abstenção pode se explicar pelo tráfego intenso que Brasília apresentou nesta segunda, mas também pela dificuldade de acesso ao local de votação. Foi reclamação unânime dos que foram à “seção eleitoral” a fila de carros que se formou na rua de acesso.

Pelo país
Também já foram definidos os novos presidentes das seccionais do Rio de Janeiro, do Amapá, do Paraná, de Santa Catarina e do Rio Grande do Norte.

Confira o calendário eleitoral:
17/11 – Pará, Paraíba, Rondônia e Rio Grande do Sul
18/11 – Alagoas e São Paulo
19/11 – Espírito Santo e Pernambuco
20/11 – Acre, Ceará, Maranhão e Mato Grosso do Sul
21/11 – Minas Gerais e Piauí
25/11 – Bahia e Tocantins
27/11 – Amazonas, Goiás, Mato Grosso, Roraima e Sergipe

Revista Consultor Jurídico, 16 de novembro de 2015, 20h32

Comentários de leitores

1 comentário

Congratulação (Faz)

VASCO VASCONCELOS -ANALISTA,ESCRITOR E JURISTA (Administrador)

.ELEIÇÕES OAB/DF
Por Vasco Vasconcelos, escritor e jurista
Congratulo-me com os nobres advogados Juliano Couto e Daniela Teixeira recém eleitos Presidente e Vice Presidente da OAB/DF, respectivamente. Que Vossas Excelências consigam atingir os objetivos colimados em seus planos de trabalho e em sintonia com missão da OAB de “defender a Constituição, a ordem jurídica do Estado democrático de direito, os direitos humanos, a justiça social,(...) seja abolida de vez a escravidão contemporânea da OAB ou seja o fim do famigerado caça-níqueis exame da OAB, uma chaga social que envergonha o país. Ora, se para ser Ministro do Egrégio STF não precisa ser advogado, basta o cidadão ter mais de trinta e cinco anos e menos de sessenta cinco anos de idade, de notável saber jurídico e reputação ilibada (art. 101 CF). Se para ocupar vagas nos Tribunais Superiores OAB se utiliza de listas de apadrinhados da elite (Quinto dos apadrinhados)? Por quê para ser advogado o bacharel tem que passar por essa cruel humilhação e terrorismo. Ensina-nos Martin Luther King "Na nossa sociedade, privar um homem de emprego ou de meios de vida, equivale, psicologicamente, a assassiná-lo.”
Vasco Vasconcelos, escritor e jurista
Brasília-DF E-mail: vasco.vasconcelos@brturbo.com.br
.

Comentários encerrados em 24/11/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.