Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Falta de luz

Eletropaulo terá que criar canal para atender emergências

A Eletropaulo terá que criar um canal de atendimento para prestar informações aos consumidores sobre serviços essenciais. Foi o que decidiu a 14ª Vara de Fazenda Pública ao analisar, na última terça-feira (24/2), um pedido liminar proposto pelo Procon de São Paulo.

A liminar integra uma Ação Civil Pública movida pelo Procon-SP por causa dos problemas enfrentados pelo Hospital Municipal e Maternidade Amador Aguiar, em Osasco, no fim do ano passado. A unidade ficou sem luz por causa das chuvas.

A liminar determina que a Eletropaulo crie e divulgue, em 20 dias, um número específico de telefone para atendimento de urgência/emergência. “A partir da concessão e do cumprimento da liminar, os serviços essenciais públicos e privados não precisam mais passar pelo call center convencional da empresa, já que terão um canal exclusivo para atendimento emergencial”, explica Ivete Maria Ribeiro, diretora-executiva do Procon-SP.

Além da Ação Civil Pública, a Fundação Procon-SP autuou a AES Eletropaulo, no começo deste ano, em R$ 3,7 milhões pela demora no restabelecimento de energia da unidade hospitalar. Com informações da assessoria de imprensa do Procon-SP.

Clique aqui para ler a ação civil pública.

Clique aqui pra ler a decisão.

Revista Consultor Jurídico, 28 de fevereiro de 2015, 15h15

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 08/03/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.