Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Seleção finalizada

TJ de São Paulo divulga lista de aprovados em concurso para cartórios

O Tribunal de Justiça de São Paulo divulgou os nomes dos 510 aprovados no 9º Concurso Público de Provas e Títulos para Outorga de Delegações de Notas e de Registro do Estado de São Paulo.

Destinado a 222 unidades extrajudiciais, o concurso teve início em março de 2014 e contou com 5.458 inscrições (5.149 para provimento e 309 para remoção). Na primeira fase, foram selecionados 1.900 candidatos; na segunda, 675. Desses, 510 foram aprovados.

Na sessão pública em que ocorreu a proclamação do resultado final, o presidente da comissão do concurso, desembargador Marcelo Martins Berthe, agradeceu ao presidente José Renato Nalini, pela confiança e apoio, e a cada um dos integrantes da comissão pelo trabalho enorme e criterioso. O desembargador destacou que a disputa é muito acirrada. “Querem a melhor vaga, o que torna o concurso bastante competitivo e exige da comissão uma atenção permanente, quase que integral.”

O corregedor-geral da Justiça, desembargador Hamilton Elliot Akel, também elogiou a comissão e falou sobre os procedimentos adotados no concurso. “Tudo foi feito para dar a máxima transparência ao certame, já que pela primeira vez as provas foram gravadas. Foi um concurso extremamente difícil. Só me resta desejar uma boa escolha aos aprovados e um exercício profícuo na profissão.”

O presidente Nalini agradeceu aos que colaboraram para a realização do concurso e elogiou o trabalho dos cartórios extrajudiciais. “O Tribunal prestigia, de longa data, a atividade, de grande importância para a cidadania e para o Judiciário. O serviço essencial da atividade extrajudicial não pode desaparecer, tem que ser cada vez mais fortalecido.”

O TJ-SP foi o primeiro do país a fazer concursos para provimento das unidades extrajudiciais. A outorga nos critérios de provimento e remoção de ingresso na titularidade do serviço é feita de acordo com os princípios definidos para o preenchimento das vagas com base no artigo 236, parágrafo 3º da Constituição Federal e na Resolução 81 do CNJ.

Serviços notariais e de registro são aqueles de organização técnica e administrativa destinados a garantir a publicidade, autenticidade, segurança e eficácia dos atos jurídicos.

A comissão do concurso foi composta pelos juízes Fernão Borba Franco, Guilherme Stamillo Santarelli Zuliani e Roger Benites Pellicani; por Euro Bento Maciel (Ordem dos Advogados do Brasil – Secção São Paulo); Sebastião Silvio de Brito (Ministério Público); Oscar Paes de Almeida Filho (registrador) e Ana Paula Frontini (tabeliã). São suplentes a desembargadora Christine Santini (presidente), Marcelo Benacchio (juiz), Jarbas Andrade Machioni (OAB), Mariangela de Souza Balduino (MPSP), Adriana Aparecida Perondi Lopes Marangoni (registradora) e Marcio Pires de Mesquita (tabelião). Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ-SP.

Clique aqui para ler a lista de aprovados.

Revista Consultor Jurídico, 28 de abril de 2015, 12h15

Comentários de leitores

1 comentário

Enfim excelência

Luiz Antônio Almeida Liberato (Advogado Autônomo)

Insisto em expressar o reconhecimento pelo primoroso trabalho realizado pelo TJSP (e pelos membros da Comissão) no tocante aos concursos para provimento de serventias extrajudiciais. É indiscutível que a e. Corte está anos luz à distância dos demais tribunais estaduais em todos os critérios, em especial, organização, celeridade e transparência. Realmente merece encômios.

Comentários encerrados em 06/05/2015.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.