Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Fora da disputa

TRE-SP barra 507 candidaturas no estado, 69 pela Lei da Ficha Limpa

Levantamento divulgado nesta segunda-feira (8/9) pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo aponta que 507 candidatos às eleições deste ano tiveram as candidaturas barradas, ante 913 no mesmo período de 2010. As impugnações representam 14% dos 3.665 pedidos analisados pela corte, sendo a maioria baseada na falta de documentos exigidos pela legislação eleitoral, como certidões.

O enquadramento na chamada Lei da Ficha Limpa levou a 69 indeferimentos, o que corresponde a quase 14% dos casos julgados e atinge diversos partidos, incluindo PT, PSDB, PSB e PMDB. Essas são as primeiras eleições gerais com aplicação efetiva da nova regra, aprovada em junho de 2010. O ex-prefeito Paulo Maluf (PP-foto) e a ex-vereadora Soninha Francine (PPS) estão entre os barrados, mas as decisões ainda podem ser revistas pelo Tribunal Superior Eleitoral.

O dispositivo mais usado pelo TRE-SP foi o que torna inelegíveis gestores com contas públicas rejeitadas por irregularidade insanável que configure ato doloso de improbidade administrativa (alínea “g” da Lei Complementar 135/2010). Em segundo lugar, vem a alínea “e”, que não permite a candidatura de condenados por uma série de crimes. Em terceiro, aparece a alínea “l”, que tira da disputa eleitoral os condenados à suspensão dos direitos políticos por ato doloso de improbidade administrativa que importe lesão ao patrimônio público e enriquecimento ilícito.

No primeiro caso, a inelegibilidade dura oito anos contados a partir da data da decisão que rejeitou as contas. Nos outros dois casos, o político fica de fora desde a condenação até oito anos após o cumprimento da pena. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRE-SP.

Clique aqui para ler lista de barrados pela Lei da Ficha Limpa.

PARTIDOS COM MAIS BARRADOS NA LEI DA FICHA LIMPA | Create Infographics

Revista Consultor Jurídico, 8 de setembro de 2014, 22h24

Comentários de leitores

2 comentários

Gráfico Desonesto

Guilherme Fernandes (Investigador)

Claramente tendencioso.
Há 5 candidatos do PT e mais outros 2 de coligação com o PC do B.
Porém o que o gráfico não mostra é que também há 5 candidatos do PSB, 5 do PSDB e 13 do PMDB!
Por que será que isso não é mostrado?

Gráfico desonesto!

Guilherme Fernandes (Investigador)

Pra variar o gráfico tremendamente tendencioso.
Vá no "clique aqui" e veja a lista completa.

No caso do PT, além da sigla sozinha, que são 5 candidatos, eles consideram duas coligações com o PC do B.
Já para PSDB, PSB não aparece nada no gráfico sendo que há 5 PSDB e 5 PSB e 13 do PMDB!
Só que isso não interessa não é mesmo?

Comentários encerrados em 16/09/2014.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.