Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Evolução tecnológica

Noronha defende uso de redes sociais em campanhas

O ministro João Otávio de Noronha, do Superior Tribunal de Justiça, tomou posse nesta terça-feira (1º/10) no Tribunal Superior Eleitoral. Durante a cerimônia, Noronha defendeu o uso das redes sociais na propaganda eleitoral. “Temos que acompanhar a evolução tecnológica”, afirmou. “O mundo se comunica pelas redes sociais, nas eleições não poderia ser diferente. A modernidade chegou à campanha”, completou.

Ele classificou o TSE, no qual era ministro substituto desde 14 de maio, como o tribunal eleitoral mais importante, transparente e respeitado do mundo. Noronha assumiu a vaga de ministro efetivo aberta com a aposentadoria compulsória do ministro Castro Meira no dia 19 de setembro. 

A presidente do TSE, ministra Cármen Lúcia, apontou que a nova dinâmica das redes sociais na propaganda eleitoral será o principal desafio enfrentado pelo tribunal nesta campanha. Para ela, além de seu conhecimento, Noronha irá agregar experiência importante como advogado.

O presidente do STJ, ministro Felix Fischer, celebrou a experiência do ministro Noronha como magistrado e afirmou ter confiança nos conhecimentos jurídicos do novo membro do TSE. A corregedora-geral da Justiça Eleitoral, ministra Laurita Vaz, também do STJ, declarou que a contribuição do colega será determinante na condução do próximo pleito.

Entre outras autoridades, a posse de Noronha reuniu os ministros do STJ Felix Fischer (presidente), Gilson Dipp (vice), Laurita Vaz, Humberto Martins, Napoleão Maia Filho, Jorge Mussi, Mauro Campbell Marques, Raul Araújo, Paulo de Tarso Sanseverino, Antonio Carlos Ferreira, Villas Bôas Cueva, Sebastião Reis Júnior, Marco Buzzi, Marco Bellizze, Assusete Magalhães, Sérgio Kukina, Moura Ribeiro e Rogério Schietti.

Do Supremo Tribunal Federal estiveram presentes a ministra Cármen Lúcia (presidente do TSE) e os ministros Marco Aurélio Mello, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Dias Tóffoli, Luiz Fux e Luis Barroso.

Currículo
Mineiro de Três Corações, João Otávio de Noronha tem 57 anos e é ministro do STJ desde 3 de dezembro de 2002. Formou-se em Direito pela Faculdade de Direito do Sul de Minas, em Pouso Alegre, em 1981, e especializou-se, na mesma faculdade, em Direito do Trabalho, Direito Processual do Trabalho e Direito Processual Civil.

No STJ, João Otávio de Noronha foi membro da 2ª Turma e da 1ª Seção, presidente da 2ª e 4ª Turmas, além de exercer o cargo de corregedor-geral da Justiça Federal, de 2011 a março de 2013. Também foi conselheiro federal da Ordem dos Advogados do Brasil. Com informações das Assessorias de Imprensa do TSE e STJ.

Revista Consultor Jurídico, 2 de outubro de 2013, 18h13

Comentários de leitores

1 comentário

Cumprimento

Andrea Silva Vasques Ferreira (Funcionário público)

Primeiramente é um enorme orgulho tem esta personalidade ímpar como conterrâneo.
Depois gostaria de deixar minha elevada estima e externar quão e grandiosa é a trajetória do Ministro.
Tive a oportunidade de conhecer Vossa Excelência em um evento em setembro/2012 onde o mesmo recebeu o título de cidadão honorário da cidade de Três Corações/MG
Parabéns novamente!

Comentários encerrados em 10/10/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.