Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Plano de metas

Tribunais planejam estratégias para atuação até 2020

Os presidentes dos 91 tribunais brasileiros vão definir, na próxima semana, medidas para nortear as atividades do Judiciário de 2015 até 2020. As propostas serão debatidas no VII Encontro Nacional do Judiciário, que será promovido nos dias 18 e 19 em Belém.

O planejamento estratégico traçará 12 “macrodesafios”, que servirão como linhas prioritárias de atuação por parte dos tribunais do país.

Serão discutidas, por exemplo, formas de combater a corrupção e a improbidade administrativa e de promover a celeridade dos processos. Dados do Relatório Justiça em Números 2013 apontam que o Judiciário solucionou (baixou) 27,8 mil ações no ano passado  o que não foi suficiente para reduzir o número de processos em tramitação, já que 28,2 mil novos casos entraram na Justiça em 2012.

O atual plano estratégico teve duração de cinco anos, com vigência até 2014. Com informações da Agência CNJ de Notícias.

Revista Consultor Jurídico, 17 de novembro de 2013, 10h23

Comentários de leitores

2 comentários

Celeridade?

Alex Bittencourt (Servidor)

A celeridade não pode, de forma nenhuma, prejudicar a adequada análise dos processos. De que adianta uma decisão judicial célere, mas absurda? É preciso tomar cuidado e combinar os dois fatores para que o Judiciário não se transforme(ainda mais) numa mera linha de produção. Quem sofre com isso é o jurisdicionado.

acelerar processos é fácil, basta premiar quem tiver mais pr

daniel (Outros - Administrativa)

acelerar processos é fácil, basta premiar quem tiver mais produtividade, mas isto não querem, pois rompe com o corporativismo e coloca luz sobre os preguiçosos, os quais são muitos......

Comentários encerrados em 25/11/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.