Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Sem dispensa

Maior de 65 paga IR sobre proventos da aposentadoria

Incide Imposto de Renda sobre os proventos de aposentadoria pagos pela previdência social da União a contribuintes com idade superior a 65 anos. O entendimento é da 1ª Turma Suplementar do Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

A questão foi suscitada na Justiça Federal de Minas Gerais por um aposentado que conseguiu a condenação da União a restituir as parcelas cobradas a título de Imposto de Renda durante quatro anos.

O autor alegou que o artigo 153, parágrafo 2º, inciso II da Constituição Federal garante a isenção a maiores de 65 anos e que o benefício deve ser regulamentado por Lei Complementar. Assim sendo, entende que é inconstitucional a Lei 7.713/1988, que fixou os limites de isenção do Imposto de Renda (lei ordinária).

A Fazenda Nacional apelou da sentença, alegando não haver incompatibilidade alguma entre a legislação que cuida das dispensas tributárias para os maiores de 65 anos e a Constituição em vigor.

Ao analisar o recurso, o relator, juiz federal convocado Alexandre Buck, deu razão à Fazenda Nacional. Segundo ele, o artigo 153, parágrafo 2º, inciso II da Constituição Federal (antes de sua revogação pelo artigo 17, da EC 20/1998), não previa a edição de lei complementar para a fixação dos limites em referência. “Resulta, portanto, que a norma constitucional em análise pode ser regulamentada por lei ordinária”, esclareceu o juiz.

Diante disso, o relator concluiu que o Imposto de Renda sobre os proventos de aposentadoria é de fato devido, nos limites fixados nas Leis 7.713/1988 e 8.383/1991 e conforme jurisprudência do Supremo Tribunal Federal e do Superior Tribunal de Justiça, até que outra lei regulamente a isenção constitucional.

O juiz Alexandre Buck, portanto, deu provimento ao recurso de apelação para julgar a ação procedente. Seu voto foi acompanhado pelos demais magistrados da 1ª Turma Suplementar. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRF-1.

Processo 0027203-35.2001.4.01.0000

Revista Consultor Jurídico, 24 de julho de 2013, 20h00

Comentários de leitores

1 comentário

renda x aposentadoria(Margarida)

Idanantes (Oficial de Justiça)

Li atentamente sobre a decisão do Dignissimo Dr. Alexandre Buck, sobre a mordida do leão nas aposentadorias dos idosos com mais de 65 anos.
Fiquei me perguntando: é certo o leão abocanhar boa quantia de nossos salários quando estamos na idade produtiva, e, depois na nossa velhice também continuar a nos morder vorazmente?
O pior de tudo isso, é que nossa CARTA MAGNA, não é mais respeitada, sempre acham uma brechinha para dizer que a coisa não é bem aquela que consta da Constituição, e arrumam uma Emenda, um não sei bem o quê, e mudam tudo, sempre prejudicando o Cidadão, principalmente quando a outra parte é algum Orgão Publico. Será mesmo, que aqui nesse País, aposentadoria é renda? Será que nem na velhice conseguimos nos ver livres desse leão? Por favor, Dignissímo Juiz, não nos abandone a mercê dessa fera.

Comentários encerrados em 01/08/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.