Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Levantamento do TSE

Eleições 2012 foram as mais baratas e mais rápidas

Por 

Mesmo com mais candidatos e mais trabalho, as Eleições 2012 foram mais baratas e mais rápidas. Essa é a conclusão que se pode tirar do balanço do Tribunal Superior Eleitoral sobre as últimas eleições, que elegeram prefeitos e vereadores em todo país, em outubro do ano passado.

O TSE gastou um total de R$ 483,4 milhões com a organização da votação, que contou com a participação de 140,6 milhões de eleitores. Em 2008, as eleições custaram R$ 490 milhões em um universo de 130,6 milhões de votantes. O custo do voto por eleitor caiu 9,3% de uma eleição para outra — de R$ 3,75 por eleitor, em 2008, para R$ 3,44, em 2012.

Os resultados das urnas também foram conhecidos mais rapidamente. Em 2008, o TSE levou 20 horas e 48 minutos para apurar os votos. No ano passado, esse tempo caiu para 8 horas e 48 minutos. A votação contou com o trabalho de 1,7 milhão de mesários.

Na primeira eleição com a Lei da Ficha Limpa em vigor, o TSE registrou um aumento de 29% na demanda processual. Em 2012, chegaram à corte 9.189 recursos relacionados às eleições, contra 7.142 recursos em 2008.

O número de candidatos também aumentou. No ano passado, um total de 481.776 pessoas disputaram os cargos de prefeito e vereador nos municípios do país. Em 2008, o TSE registrou 380.150 candidatos.

 é editor da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 25 de janeiro de 2013, 19h27

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 02/02/2013.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.