Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Medida sustentável

Atualização do software impede empréstimos de urnas

O Tribunal Superior Eleitoral está atualizando as urnas eletrônicas para o seu pleno aproveitamento em todas as eleições. Ao invés de adquirir grande número de novos equipamentos necessários nos pleitos oficiais, deixando sem uso parte daqueles inadaptados aos novos sistemas, o TSE decidiu atualizá-los, preparando todas as máquinas para o seu permanente uso.

Tal providência possibilita a economia e adoção de providências adequadas à sustentabilidade, deixando de se produzir lixo tecnológico com subutilização dos equipamentos.

A consequência é a impossibilidade de, no período, ceder as urnas eletrônicas para usos estranhos às eleições oficiais. Os procedimentos adotados pelo setor de tecnologia, destinados à atualização dos softwares, tornam os equipamentos incompatíveis com o programa de eleições parametrizadas. Daí a inviabilidade da cessão ou empréstimo das para a promoçao de outros pleitos.

A Justiça Eleitoral cede, costumeiramente, com base em protocolos de cooperação técnica, os equipamentos para uso de entidades de classe e mesmo de governos estrangeiros, sendo, às vezes, também emprestadas para treinamento de eleitores. Até se completar a atualização, no entanto, os protocolos serão aplicados somente quando não houver comprometimento da garantia eleitoral dos cidadãos. Com informações da Assessoria de Imprensa do TSE.

Revista Consultor Jurídico, 28 de julho de 2012, 15h54

Comentários de leitores

1 comentário

Sinal de marmelada???

Eduardo.Oliveira (Advogado Autônomo)

As eleições da OAB/SP correm o risco de serem fraudadas?
Tenho recebido e-mails de pessoas que jamais tive como contatos e nem me lembro de haver informado para elas o meu endereço eletrônico. As mensagens são idênticas e de suposta autoria de um advogado (ardoroso defensor da situação) comentarista nas seções do Conjur. Trata-se de mensagem (que tudo indica ser "spam") cujo alvo é o Advogado Toron. Decerto, houve acesso indevido aos maillings das entidades associativas (contratação de mala-direta), porque espantosamente os remetentes não constam como advogados na consulta de inscritos no site da OAB/SP. Essas eleições estão sendo verdadeiramente manchadas pela situação, que tudo indica está desesperada. Não tenho candidato escolhido, mas se votar na situação era hipótese remota, agora NÃO VOTAR na situação é fato certo.

Comentários encerrados em 05/08/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.