Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Propriedade industrial

INPI certifica cachaça de Salinas e algodão da Paraíba

O Instituto Nacional da Propriedade Industrial certificou, nesta terça-feira (17/7), a indicação geográfica da cachaça de Salinas e dos produtos têxteis feitos com algodão colorido da Paraíba. A indicação objetiva garantir a qualidade dos produtos vendidos e dar mais segurança ao consumidor.

Além da cidade de Salinas, outros municípios do norte de Minas Gerais também serão beneficiados com a certificação, como Novorizonte, Taiobeiras, Rubelia e Fruta de Leite. De acordo com o INPI, os produtores de cachaça dessa região não cederam às mudanças tecnológicas e mantêm as etapas artesanais de produção peculiares do município.

Já o algodão naturalmente colorido foi desenvolvido a partir de melhoramento genético pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Algodão, na Paraíba.

As pesquisas começaram em 1989, nas cidades de Patos e Monteiro. Atualmente, Campina Grande também é reconhecida como pólo produtor de algodão. As cooperativas da região produzem vestuário, peças para casa, brinquedos e almofadas, que já são exportados para a Europa. Com informações da Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 18 de julho de 2012, 4h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/07/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.