Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Nova composição

Flávio Zveiter e Caio Rocha continuam no STJD

A sessão da última quinta-feira (12/7) do Superior Tribunal de Justiça Desportivamarcou a saída da antiga gestão. Com isso, chegam ao fim os mandatos de todos os auditores indicados em julho de 2008. A posse dos novos membros está marcada para quinta-feira (19/7). Foram reconduzidos ao cargo Flávio Zveiter e Caio César Rocha, o novo decano.

Deixam o STJD os auditores Rubens Aprobatto Machado, indicado pelo Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil, Virgilio Costa Val, indicado pela Confederação Brasileira de Futebol, José Mauro Couto de Assis, também indicado pela CBF, Francisco Müssnich, indicado pelos clubes, Alexandre Quadros, indicado pelo Conselho Federal OAB, Alberto Puga, indicado pela Fenapaf, e Dario Rossine, indicado pela Anafe, a entidade de representação dos árbitros.

“Eu estive a frente do tribunal por seis anos e sou auditor há oito anos. Termina a minha gestão e não posso voltar devido a provimento legal, mas me sinto extremamente honrado de poder dizer que esse tribunal realmente funcionou”, declarou o então presidente do órgão, Rubens Approbato, ao site Justiça Desportiva.

Além de Zveiter e César Rocha, passam a compor o quadro de auditores Paulo César Salomão Filho, José Arruda Silveira Filho, Gabriel Marciliano Junior, Miguel Ângelo Cançado, Ronaldo Botelho Piacenti, Alexander dos Santos Macedo e Décio Neuhaus.

Só depois da posse acontece a eleição do presidente e do vice para os próximos dois anos. Será então escolhido o procurador geral, a partir de lista tríplice encaminhada pela CBF. Por fim, serão eleitos 25 auditores que integrarão as cinco comissões disciplinares — são elas que constituem a primeira instância.

Revista Consultor Jurídico, 14 de julho de 2012, 13h21

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 22/07/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.