Consultor Jurídico

Notícias

Medidas de prevenção

Maracanã recebe ato sobre segurança no trabalho

Um ato sobre o trabalho seguro na construção civil acontece na sexta-feira (2/3) no canteiro das obras de reforma do Estádio Mário Filho, o Maracanã. O setor é, hoje, o que concentra o maior número de acidentes de trabalho fatais no país. O evento, organizado pelo Tribunal Superior do Trabalho, está marcado para começar às 10 horas, e faz parte do Programa Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho lançado em maio.

 

Em 2010, foram 54.664 acidentes na construção civil, dos quais 36.379 se enquadram como acidentes típicos, como é classificada a queda em altura, causa mais comum de lesões e morte, e os acidentes em trabalhos de escavação e movimentação de cargas. No mundo, esses trabalhadores da construção civil têm três vezes mais probabilidades de sofrer acidentes mortais e duas vezes mais probabilidades de sofrer ferimentos que os trabalhadores das demais áreas.

A intenção do ato é propagar as medidas de prevenção e segurança ao reunir trabalhadores e representantes das construtoras responsáveis pelas obras. A expectativa do TST é que sejam reunidos quatro mil operários. No palco, em frente à estátua do Bellini, passarão personalidades do mundo esportivo e autoridades. 

Uma dessas personalidades é o jogador Ronaldo. Ele sorteará brindes para os trabalhadores. Os operários também receberão kits contendo cartilhas sobre saúde e segurança do trabalho e uma miniatura do Maracanã. Devem comparecer, ainda, o presidente do TST e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho, ministro João Oreste Dalazen, representantes do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região, do Ministério Público do Trabalho, do Ministério do Trabalho e Emprego, do Serviço Social da Indústria (SESI), do Getrin (Grupo de Trabalho Interinstitucional) e da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), além do governador e do prefeito do Rio, Sérgio Cabral Filho e Eduardo Paes.

Dados do Anuário Estatístico da Previdência Social revelam que, em 2001, ocorreram no país cerca de 340 mil acidentes de trabalho. Em 2007, o número subiu para 653 mil e, em 2009, chegou a 723 mil ocorrências, dentre as quais foram registrados 2.496 óbitos. A Previdência Social despende por ano aproximadamente R$ 10,7 bilhões com o pagamento de auxílio-doença, auxílio-acidente e aposentadorias. Com informações da Assessoria de Imprensa do TST.

Revista Consultor Jurídico, 27 de fevereiro de 2012, 16h35

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 06/03/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.