Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Acerto de contas

Civis são condenados por violência na ditadura

O Tribunal Federal de La Plata, na Argentina, condenou, nesta quinta-feira (19/12), o ex-primeiro ministro do governo, Jaime Smart, o ex-comissário Miguel Etchecolatz, e mais 22 pessoas. Eles foram acusados de abuso de autoridade, violência e também de ameaças. Outro crime atribuído a Smart é a orte de Jorge Rubinstein. A notícia é do site da revista Exame.

Os crimes foram cometidos durante a ditadura, que se instalou no país entre 1976 e 1983. Entre os réus, 16 foram condenados à prisão perpétua. As demais penas variam entre 2 e 25 anos. Todos foram condenados por crimes cometidos em seis centros de detenção clandestinos.

Conhecidos como “campos de circuito”, os centros de detenção clandestinos eram chefiados pelo Primeiro Corpo do Exército, subordinado ao ex-general Ramón Campos. São investigados outros 181 crimes pelas autoridades argentinas.

Revista Consultor Jurídico, 20 de dezembro de 2012, 17h01

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 28/12/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.