Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Capitalismo à chilena

Bancas inglesas e brasileira participam de consultoria

Por 

Sete bancas de advocacia estão operando na assessoria jurídica por trás da aquisição da companhia belga de cimento Magotteaux pelo conglomerado chileno da área de construção e engenharia Sigdo Koppers. Entre elas, a brasileira Barbosa, Müssnich & Aragão. O valor do negócio é estimado em US$ 790 milhões.

A banca britânica Allen & Overy, uma das cinco maiores firmas do Reino Unido, integrante do restrito “círculo mágico” (expressão usada justamente para se referir ao “clube dos cinco”da advocacia britânica) presta a assessoria principal a Sigdo Koppers.

Além da equipe de consultoria multijurisdicional da Allen & Overy, a companhia sediada em Santiago dispõe também dos serviços da banca chilena Barros & Errazuriz, da brasileira Barbosa, Müssnich & Aragão e da mexicana Mijares, Angoitia, Cortes y Fuentes. Dos quatro escritórios, apenas a banca chilena oferece consultoria sobre Direito local.

Do lado da companhia belga, a assessoria está por conta da Clifford Chance, também britânica e considerada pelo jornal Times, de Londres, a maior banca de advocacia do mundo (posição disputada com a americana Baker & McKenzie).

A razão de duas bancas inglesas liderarem a negociação de ambos os lados é que, até então, a belga Magotteaux integrava o extenso portfólio de empresas pertencentes à companhia britânica da área de private equity IK Investimentos. A canadense Stikeman Elliott também presta assessoria para a Magotteaux e a IK Investimentos.

Anunciada em agosto, a aquisição da Magotteaux pela Sigdo estava avaliada em US$ 690 milhões, de acordo com o boletim diário da revista The American Lawyer. Segundo a agência Reuters, contudo, o valor da transação foi ajustado para US$ 790 milhões ao serem incluidos ajustes como dívidas em aberto da empresa belga.

Ainda de acordo com a The American Lawyer, a compra da Magotteaux pela Sigdo foi anunciada um dia depois do conglomerado chileno tornar pública a intenção de vender uma de suas empresas, a CTI para a sueca Electrolux pela quantia de US$ 690 milhões. O negócio, se concluído, fará da Electrolux a maior fornecedora de utensílios e eletrodomésticos do Chile e da Argentina.

Fundada em 1960, a Sigdo Koppers é uma holding integrada por mais de 40 empresas na área de engenharia civil, construção pesada, mineração e manufatura.

 é correspondente da revista Consultor Jurídico nos Estados Unidos.

Revista Consultor Jurídico, 20 de setembro de 2011, 12h02

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 28/09/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.