Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Hábito tolerado

Brasileiro é liberal em relação ao hábito de fumar

Por 

Pesquisa realizada pelo Ibope Inteligência, cujo objetivo era descobrir a opinião do brasileiro em relação ao hábito de fumar e as propagandas de cigarros, concluiu que a população do país tem visão liberal a respeito do tema. A maior parte dos entrevistados (76%) concorda totalmente com a afirmação de que "o cidadão de 18 anos é responsável por suas escolhas". E 82% deles acreditam que todo cidadão deve ter o seu direito de escolha respeitado.

Foram ouvidas 2.002 pessoas, entre homens e mulheres de diferentes classes sociais, dentre os quais 74% eram não-fumantes. A pesquisa se deu entre os dias 13 e 17 de fevereiro, por meio de questionário elaborado de acordo com os objetivos da pesquisa e executado por uma equipe treinada.

Das pessoas que responderam 47% eram do sexo masculino, enquanto 53% feminino. Somados, os que cursaram até o ensino médio (35%) e os que têm curso superior (15%) representam a maioria dos entrevistados. A região Sudeste teve 44% dos entrevistados, Norte, Centro-Oeste e Sul empatam com 15% cada região. A classe C corresponde a 51% dos entrevistados, seguidos por 27% das classes A e B e 21% das classes D e E.

Ainda em relação às propagandas de cigarro, 79% acham que o cidadão tem direito de saber onde os produtos legalmente comercializados são vendidos (no caso os cigarros); 75% acreditam que os cigarros devem estar expostos nos locais onde são vendidos, para sua melhor visualização; e 69% acham que o display, ou cartaz de venda é a melhor maneira de mostrar onde o produto é vendido, uma vez que o fumante tem o direito de saber onde pode adquiri-lo.

Quanto aos riscos que esse hábito pode trazer, 78% dos entrevistados está ciente dos males associados ao fumo, ainda que 84% dos brasileiros que fizeram parte do estudo sejam a favor de que o governo informe sobre os riscos relacionados ao seu consumo, desse modo o cidadão maior de 18 anos fará sua escolha de forma consciente.

Para ver o resultado da pesquisa na íntegra, clique aqui.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 7 de junho de 2011, 15h15

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/06/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.