Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Carreira política

Presidente da OAB-SP vai se candidatar a prefeito

O presidente da OAB de São Paulo, Luiz Flávio Borges D'Urso, vai se filiar no dia 6 de agosto ao PTB e sair candidato a prefeito de São Paulo em 2012, segundo noticiado pela Folha Online.

O evento ocorrerá na Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo) e a legenda espera reunir cerca de 5 mil pessoas.

O nome do advogado foi cotado para a disputa depois que o deputado Gabriel Chalita, também cortejado pelos petebistas, decidiu ingressar no PMDB.

O PTB já iniciou conversas com partidos como PTN e PDT para tentar garantir mais tempo de propaganda na TV na eleição, e espera ter candidatura própria em ao menos 500 cidades em 2012.

Presidente da OAB-SP há três gestões, D'Urso ainda não havia se manifestado publicamente se pretende disputar a Prefeitura de São Paulo pelo PTB, como já foi cogitado, ou se tentará ser presidente do Conselho Federal da classe — onde tem mais chances, já que o acordo tácito de rodízio entre as seccionais é que o próximo presidente seja paulista.

Processo de candidatura
A ConJur noticiou em maio que o presidente da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D'Urso, usou o Facebook para decidir seu futuro profissional. Em três mensagens publicadas, o advogado perguntou aos seus amigos da rede social se deveria se candidatar à prefeitura de São Paulo ou se lançar candidato ao Conselho Federal da OAB.

Nas mensagens, o presidente da OAB-SP lembrava que estava no terceiro mandato e que foi até aconselhado por um colega a voltar exclusivamente à advocacia. Mas disse também que outros sugeriram que ele se candidate à Presidência da OAB nacional.

O certo é que ele não disputaria um quarto mandato no estado para presidente da OAB, o que só aconteceu uma única vez na história da entidade, entre 1939 e 1965, em que Noé Azevedo comandou por 13 gestões consecutivas. Desde então, as administrações mais longas foram de Cid Vieira de Souza, com três eleições (1971 a 1976) e D'Urso (2004 a 2012).

Revista Consultor Jurídico, 18 de julho de 2011, 18h25

Comentários de leitores

7 comentários

vaya com dios

PAULO FRANCIS (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

É o que desejo para o bem da advocacia.

O que será R (??)

Orlando Maluf (Advogado Sócio de Escritório)

Das mais valiosas conquistas da democracia, cumpre destacar a igualdade absoluta entre os povos, os direitos individuais e coletivos e, dentre os relativos às escolhas de candidatos, saberem os eleitores quem são as pessoas que se habilitam.

ESTRANHO NO NINHO. DIVERSIDADE NECESSÁRIA

José R (Advogado Autônomo)

TEREMOS, ENTÃO,EM D'URSO O ÚNICO CANDIDATO DE OUTRA ORIGEM NA DISPUTA, EIS QUE OS PROVÁVEIS CONCORRENTES ADVERSÁRIOS SÃO TODOS BRAVOS DESCENDENTES DE ÁRABES: HADDAD, CHALITA, SCAF, AFIF, EDUARDO JORGE. A QUEM KASSAB APOIARÁ?

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 26/07/2011.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.