Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Dinastia comunista

Novo presidente da Coreia do Norte assume o poder

O novo chefe de Estado da Coreia do Norte, Kim Jong-um tomou posse nesta quinta-feira (29/12) em cerimônia na capital norte-coreana Pyongyang. Filho de Kim Jong-il, que morreu após uma parada cardíaca no último dia 17, Jong-un será o terceiro governante da única dinastia comunista da história. A posse contou com a participação de 100 mil militares.

Além de presidente da República, Kim Jong-un assume também os cargos de chefe supremo das Forças Armadas da Coreia do Norte e do Partido Comunista — que é o único do país. Recentemente, ele foi nomeado general do Exército, sem nunca ter prestado serviço militar. Estima-se que Jong-um tenha menos de 30 anos,

Na imprensa norte-coreana, Jong-un é chamado de “grande sucessor” e “grande camarada”. O pai dele era designado como “presidente eterno”. As cerimônias fúnebres foram encerradas apenas nesta quarta-feira (28/12).

No último dia de luto no país, o novo dirigente da Coreia do Norte discursou na praça central, da capital que está coberta de neve, acompanhado por milhares de militares e de civis. A cerimônia, retransmitida ao vivo pela TV estatal, foi encerrada com tiros de canhões e houve três minutos de silêncio.

A Coreia do Norte é um dos países mais isolados do mundo e durante 17 anos ficou sob o comando de Kim Jong-il. Dos 24 milhões de habitantes da Coreia do Norte, 1,2 milhão de pessoas são militares. As Forças Armadas têm um papel central no país, que dispõe de bomba atômica. As informações são de que a fome se alastra na Coreia do Norte, assim como dificuldades de acesso a tratamentos de saúde. Com informações da Agência Brasil.

Revista Consultor Jurídico, 29 de dezembro de 2011, 13h44

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 06/01/2012.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.